Resenha: Zhoe e o Pássaro

Autora: Mônica Pimentel
Edição: 1
Editora: Novo romance
ISBN: B00MN072E2
Ano: 2014
Páginas: 66
Tradutor: Camila Mello
Este livro merece: 5 Estrelas
Comprar Ebook : Saraiva / Amazon

Comprar Impresso: Novo Romance


           Sinopse:


     Para além dos elementos cristãos presentes neste livro, Zhoe e o Pássaro é uma obra que pode ser lida por todos, independente da crença, origem ou idade. No texto de tempo e espaço indefinidos, há alguma coisa de O meu pé de laranja lima, do O Pequeno príncipe e de Francisco de Assis conversando com pássaros. Zhoe livro tenta superar e entender a morte da mãe. O pássaro é o grande mistério. Como explicar para uma criança o que é a morte? É possível entendê-la? Talvez, se tivermos um amigo pássaro...

Resenha: Voando rumo á um céu de novas experiências

    Ao som de O teatro mágico, venho trazer minhas impressões da leitura que fiz ontem. O livro escolhido foi “Zhoe e o pássaro”, escrito pela Mônica Pimentel. O livro no momento está em formato virtual (e-book) sendo publicado pela editora Novo Romance e vendido no site Amazon Brasil.
Esta leitura me trouxe algumas experiências vividas pela sua primeira vez e posso dizer que adorarei repetir tais experiências, pelo menos a maioria delas. Vamos á resenha?

     Cada leitor trás consigo peculiaridades na hora de iniciar uma leitura, e comigo não é diferente. Não costumo ouvir música durante a leitura, mas, gosto de escolher ao menos uma canção ao final. A faixa musical que melhor representa a trajetória de Zhoe é “Durma medo meu, da banda “O teatro mágico”. A música escolhida fala sobre ter coragem para enfrentar os medos, e que devemos colocá-los para “dormir”.
Na varanda de sua casa, Zhoe, agora com 10 anos, observa diária e atentamente ao nascer do sol. E ao entardecer, ele volta á varanda para se despedir do amigo que ilumina seus dias. Para muitos, o garoto estava sozinho. Porém, havia mais um espectador a observar o céu. Um pássaro com penas brancas. Um branco que facilmente poderia representar calma e paz.
Em uma madrugada que se parece com as outras, o pequeno acorda e indo fora da rotina, que o levaria a voltar a dormir, vai até a varanda e encontra o mesmo pássaro que o acompanha diurnamente. Nasce então uma verdadeira amizade.

     O pássaro se torna um amigo muito especial e ensina Zhoe á compreender melhor seus próprios sentimentos, das pessoas que ama e também o ensina sobre Deus e as questões ligadas á Ele.
Junto ao amigo pássaro, adquirir conhecimento e crescer acaba se tornando prazeroso e inspirador. Claro, mesmo sendo criança, nem tudo são flores. Afinal, há uma dúvida em seu coração de criança. Uma dúvida, sobre a morte de sua mãe, no dia de seu nascimento. Algo, que somente o amor poderá trazer entendimento.
É um livro com base cristã e como sabem, eu sempre corri 3 dias, somente para não ler/ouvir nada assim. No entanto, uma das “primeiras vezes” que comentei lá em cima, foi justamente essa. Abrir meu coração e dar a oportunidade para um conto que fala, mesmo que nas entrelinhas e metaforicamente, sobre Deus. E confessando estou, que amei o livro e tive imensa vontade de conhecer novas histórias com essa escrita, essa temática e vindas dessa autora, que conseguiu amolecer esse coração.
Esse livro me lembra o nome do blog, eclético. Não por falar sobre vários assuntos e temas, mas, por abrir muitos leques e ser escrito para vários públicos.  Desde crianças á adultos. Pode ser lido por cristãos e por quem não é. Pode inclusive ser lido por professores comuns, em escolas ou em aulas de devocional na igreja.

     Não me arrependo de ter dado oportunidade para que Zhoe arrebatasse minha alma e trouxesse tanta luz para a noite em que o conheci. Sem dúvidas, foi a resenha que mais gostei de fazer, por tudo, dou e sempre darei 5 estrelas para este maravilhoso conto.

     Agora, podem ir para a loja e adquirir o seu Zhoe e o pássaro e sentir a paz irradiando em si também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário