Simplesmente paz


     Há uns dias atrás eu estava fazendo um trabalho escolar e sem querer depois de muita pesquisa eu encontrei um comercial que nem se tratava do assunto do trabalho mais eu achei incrivelmente criativo, inteligente e reflexivo e me fez pensar: “Nos dias de hoje vemos todos os dias manchetes nos jornais que sempre nos dizem a mesma coisa, Um homem inocente morreu baleado ontem à noite, por mais quanto tempo isso continuará?”


“Esse comercial não tem mulher de biquíni, não tem cachorro, não tem criança, não tem bebezinho.
Esse comercial não tem casal, não tem beijo, não tem família tomando café da manhã.
Esse comercial não tem música de sucesso, não tem efeito especial, não tem tartaruga jogando bola.
Esse comercial não tem gente famosa, nem garoto propaganda.
Porque esse comercial é para vender um produto que ninguém precisa ser convencido a comprar... que você adora consumir você até já comprou só que não estão entregando.
É um produto que não tem marca, não tem slogan, não tem embalagem, nem faz promoção tipo “leve 3, pague 2”.
Esse comercial é todo branco, e desse jeito ele pode ser entendido aqui e no mundo inteiro.
Aliás, seria muito bom se esse comercial pudesse passar no mundo inteiro.
Porque o produto que esse comercial quer vender é a PAZ!
E enquanto o pessoal que precisa comprar a PAZ não compra, faça assim:
Pegue o estoque de PAZ que você ainda tem em casa e use no trânsito, use na fila do banco, use no elevador, use no futebol.
PAZ é um produto interessante! Porque quanto mais você usa, mais você tem.
E se todo mundo usar quem sabe chegue o dia em que ninguém mais precise fazer um comercial para vender a PAZ.”
(Mensagem veiculada na Internet)

2 comentários:

  1. Propaganda diferente, eu pensei que fosse uma que quando estava pra clicar no botão que aparece depois de 5 segundos, o cara falava, não aperte esse botão... e blablabla... era bem engraçado.
    Gostei do vídeo, bem interessante.

    http://talento-feminino.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Excelente! :DD
    propria-mente.blogspot.com

    ResponderExcluir