Porque sentimos ciúmes?

      Uma coisa que ultimamente ando bastante interessado é por que sentimos ciúmes, então fazendo uma busca pela Wikipedia, descobri o total significado dele e por isso deixo ele aqui para vocês. Pode não ser um assunto muito interessante, mas é super recomendável para aqueles (as) que tem muito ciúmes. Confira!
      De acordo com os psicólogos israelenses Ayala Pines e Elliot Aronson, ciúme é "a reação complexa a uma ameaça perceptível a uma relação valiosa ou à sua qualidade.". Provoca o temor da perda e envolve sempre três ou mais pessoas, a pessoa que sente ciúmes - sujeito ativo do ciúme -, a pessoa de quem se sente ciúmes - sujeito analitico do ciúme - e a terceira ou terceiras pessoas que são o motivo dos ciúmes - o que faz criar tumulto.
     Segundo a psicóloga clínica Mariagrazia Marini, esse sentimento apresenta caráter instintivo e natural, sendo também marcado pelo medo, real ou irreal, vergonha de se perder o amor da pessoa amada. O ciúme está relacionado com a falta de confiança no outro e/ou em si próprio e, quando é exagerado, pode tornar-se patológico e transformar-se em uma obsessão.
      A explicação psicológica do ciúme pode ser uma persistência de mecanismos psicológicos infantis, como o apego aos pais que aparece por volta do primeiro ano de vida ou como consequência do Complexo de Édipo não resolvido; entre os quatro e seis anos de idade, a criança se identifica com o progenitor do mesmo sexo e simultaneamente tem ciúmes dele pela atracção que ele exerce sobre o outro membro do casal; já na idade adulta, essas frustrações podem reaparecer sob a forma de uma possessividade em relação ao parceiro, ou mesmo uma paranoia.
    Nesse tipo de paranoia, a pessoa está convencida, sem motivo justo ou evidente, da infidelidade do parceiro e passa a procurar “evidências” da traição. Nas formas mais exacerbadas, o ciumento passa a exigir do outro coisas que limitam a liberdade deste.
Algumas teorias consideram que os casos mais graves podem ser curados através da psicoterapia que passa por um reforço da auto-estima e da valorização da auto-imagem. Porém várias teorias criticam a visão psicanalítica tradicional (exemplo:esquizoanálise).
      Outros casos mais leves podem ser tratados através da ajuda do parceiro, estabelecendo-se um diálogo franco e aberto de encontro, com a reflexão sobre o que sentem um pelo outro e sobre tudo o que possa levar a uma melhoria da relação, para que esse aspecto não se torne limitador e perturbador.
      Interessante o assunto, não?  Agora para todos os ciumentos vamos saber se controlar não é mesmo.

Found: Wikipedia

Postado por: Jeff Bolton
bolton Capricorniano, 17 anos. Me vejo como uma pessoa muito empolgada, volátil e impulsiva, garoto natural, que é rápido para tomar decisões, apesar de nem sempre serem corretas. Não muito corajoso mas bem aventureiro, alguém que irá tentar qualquer coisa uma vez, alguém que gosta de aventuras.@ecletiicus

12 comentários:

  1. é Jeff, mas e quando a gente tem ciúmes do que não é nosso? kkkkkk
    - Amanda, já para o consultório psicológico. SHSUAHSUHUSASAHSAUHSAUSHA
    Mas com a maioria das pessoas é assim, acho que não existe ninguém que nunca sentiu ciúmes.
    Beijos!
    http://blogdamazzei.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Stress do mundo!
    http://vitrola3000.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Interessante? Interessantíssimo!!!
    Sempre fui ciumento, mas nem tanto, era apenas um instinto protetor ^^

    Abraços,
    Revolução Nerd

    ResponderExcluir
  4. É isso mesmo Jeff, e na maioria das vezes não queremos mostrar que estamos sentindo ciumes, eu sou assim. tento esconder SEMPRE!
    http://www.elainezanol.com/

    ResponderExcluir
  5. Sou meeeeega ciumenta!
    Mas tento não demonstrar muito..
    isso ajuda a manter a relação!

    Adorei o novo lay, como te falei pelo Facebook Jeff!
    incrível mesmo!

    Beijinhos, Dé
    http://semprequisterumassim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. OLÁ! GOSTEI MUITO DE SEU BLOG. ACHEI ELE CRIATIVO E MUITO BONITO! PARABÉNS....
    POR ISSO ME SENTI MUITO MOTIVADA A TE SEGUIR.
    VOCÊ PODE RETRIBUIR?

    www.youtube.com/lbva21
    www.lupapodemulher.com.br
    www.lupapodeblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Gostei do post , beijos (:

    http://viciosmakeup.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. eu sou ciumenta u.u confesso.
    nada grave, o máximo que eu posso fazer é jogar o que tiver na minha frente na/no "intruso"
    kkkkkkkkk brincadeira.
    sou ciumenta mas não faço nada não, fico na minha sorrindo mesmo que por dentro quase matando alguém mas sou calminha calminha ;)

    ResponderExcluir
  9. Eu achei o assunto bem interessante mesmo. Gostei bastante desse tema e do texto.
    Eu gosto de um pouco de ciume, mas quando passa do limite é ruim mesmo.
    Beijinhos.
    http://estilosaefeminina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Jeff então eu tenho muito muito ciume de quem eu amo-gosto,e tenho que realmente me controlar e tal,e o layout do meu blog meu amigo não colocou aquelas cores ele faz por perfil e disse que aquelas cores não fica bom,e não disse que o seu iria ficar bom...pra quem tava sem inspiração né!Bjos http://mesintodiva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. IIII que ciúmes pra mim kkkk é complicado kkkkkk sou muito ciumenta kkkk
    Ficou lindo o novo layout do blog, como você conseguiu colocar como desenho o cabeçalho?? vc mapeou a imagem né? porque eu mudei o layout do meu blog tbm, e fui mapear o cabeçalho e colei o código no Javascript do blog, mas ficou um espaço enorme em cima, porque eu arrastei para o topo mas ficou estranho, depois vc ver lá, e tem como colocar esse código pelo HTML porque não entendo pq ficou todo esse espaço no topo do blog :/

    http://talento-feminino.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Jeff, como assim você sabe da minha existência ????????
    Beijão <3

    ResponderExcluir